Molho

by Graxa

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

  • Compact Disc (CD) + Digital Album

    Includes unlimited streaming of Molho via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 15 days

      $10 USD or more 

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
00:51
8.
9.
10.
11.
12.
13.
14.
02:51
15.

credits

released August 14, 2013

tags

license

all rights reserved

about

Graxa Recife, Brazil

contact / help

Contact Graxa

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: 01. acho que nesse domingo eu vou ficar triste
Acho que nesse domingo eu vou ficar triste

Acho que nesse domingo eu vou ficar triste
Quando bater umas cinco e meia da tarde
Eu vou sentir a segunda soprando aqui no meu cangote,
Meu cangote.

Provavelmente eu já vou tá cansado, e bebido.
Quem sabe até telefonado, ou quem sabe, atendido?
Algum telefonema de um dos meus velhos amigos
Que bebem, cativos, no mesmo instante que eu,
Que eu.

Me perguntando: "nego, e esse finzinho de tarde"?
Num sei se minto, ou no caso, se digo a verdade.
Acho que ainda tenho cinco contos aqui no meu bolso,
No meu bolso.

E como eu sou em mais um de um vício viciado.
Vou ter que decidir então se eu bebo ou se eu trago
E como eu já tô embriagado eu decido comprar
Altivo, e com meu isqueiro no bolso eu volto

Soltando fumaça já que a boca tá aberta.
Soltando fumaça já que a boca tá aberta.
Soltando fumaça já que a boca tá aberta.
Soltando fumaça já que a boca tá aberta.
Track Name: 02. nada é mais importante naquilo que lhe condiz
Não há nada mais importante naquilo que lhe condiz

Fui ficando velho
Nesse quarto,
Ante ao fato:
Impulso-vivo-medo-de-morrer

E o anfiteatro ao lado
A imagem
O quadro
Pendurado
Fica em cima da TV

Justo no instante
Em que eu derreto
Um elefante
Sob a língua
Que ela vai morder

E todos os meus grilos
Bem contidos
Como as pragas do Egito
Vêm me aparecer

E já que deu barato
Nós dois
Trocamos conversa
Que não enche barriga

Mas gasta teu dinheiro depois
Pois não há nada mais importante
Naquilo que lhe condiz
Track Name: 03. tudo em volta de mim vira um vão
Tudo em volta de mim vira um vão

Eu não quero
Por nada
Te importunar
Nem que seja pra você rir

Paro
E penso
Perco em pensar
Até mesmo sobre nós dois

Saiba que assim mesmo
Eu fui escrever
Pra quem quiser entender
Ou não

Que se o acaso vier te levar
Tudo em volta de mim vira um vão

Entre filmes
E crimes
Vou declarar
Eu morro de medo de mim:
- é.

E disso tudo
Não há o que explicar
Nada que tu possas querer

Saiba que assim mesmo
Eu vou lhe dizer
Entenda o que você quiser
Ou não

Que se o acaso vier te levar
Tudo em volta de mim vira um vão
Track Name: 04. boogie and blues
Boogie and Blues

E ainda embora
Você fique pra trás
E aí se pergunta
O que ainda lhe falta

O bom ainda
É que estamos
No começo
Desse último mês
E o que lhe sobra de juros

Você investe
Você esquece
Em doze prestações
Que não desaparecem

E bebo
Sem dente
Eu me pego
Sorrindo
Porque amor
Amanhã ainda é domingo

E teu principio sumiu
E desde o principio
Ninguém sabe nem viu

Ouvindo
Boogie And Blues
Track Name: 05. eu sinto teu medo
Eu sinto teu medo

Eu sinto teu medo
Quando você não sangra

Meu bem não tem jeito
Mas você não me engana

Tantas noites de insônia
E teu corpo febril

E por acaso
Quem sou eu pra entender?
Track Name: 06. doutor por favor
Doutor, por favor

Doutor eu vim no “cool” da madruga
Pra ver se o senhor me regula
Passo mal, isso é tão natural:
Cabeça, o coração, uma tontura

A patroa veio me acompanhar
Jogando a verde pra colher na madura
Doutor me faça o favor
E cuide logo do meu amor

E veja que não é só eu que digo isso não
O senhor me olhando assim parte o meu coração
E veja se não é um barato de admirar
O doente sou eu e o senhor quer chorar

E de antemão
A como é a consulta?
Porque minha carteira
Antes do luto ela luta

Saiba o senhor que eu vou lhe pagar
E vou falar do senhor tão bem lá no Jiquiá
Doutor não seja cruel
Segundo o senhor primeiro Deus lá no céu

E veja que não é só eu que digo isso não
O senhor me olhando assim parte o meu coração
E veja se não é um barato de admirar
O doente sou eu e o senhor quer chorar
Track Name: 07. molho
Molho

Quem não enche a tampa
No fim de semana
É sem molho

Quem nunca faz uma frente
Nem te quebra um galho
É sem molho

Que deixa na saudade
Todo tipo bacana
E fica na surdina
Pondo o pé pro descuidado cair
É sem molho
Track Name: 08. meu deus eu virei um garçom
Meu Deus eu virei um garçom

Você não sabe
Os vexames que eu passo no bar
Até amanhecer

Não sou o primeiro a partir
Mas sempre o primeiro a chegar
Tentando ser o mais gentil

Mais todos os bêbados
Já sabem meu nome
Por mais que eu queira evitar

Por mais que eu não queira atenção
Por mais que eu queira fumar
Um cigarrinho na dispensa

Eu acendo
Eu apago
A luz do salão

Meu Deus
Eu virei um garçom
Track Name: 09. que resignação
Que resignação

Como eu pu’desconfiar de ti
E não fui te ouvir?

E chorando
Cheirei
A tua calça
E as lágrimas
Escorreram
Em mim
Por teu suor

Que resignação!
Track Name: 10. os sintomas da velhice de agora
Os sintomas da velhice de agora

Enquanto eu sigo a apodrecer
Sempre tem algo a acontecer
Sem distinção para quem destinar

São doze palmos, meu filho,
Há muito tempo eu admiro
O buraco em que vão me enterrar

E assim o meu moralismo
Enquanto eu tiver dormindo
Não funciona assim que eu acordar

Ao mesmo tempo eu nem ligo
No auge do meu cochilo
O meu bocejo fez cinema fechar

Eis os sintomas da velhice de agora
Depois
Eu tomo um remédio
Que eu num sei onde eu botei

Eis os sintomas da velhice de agora
Depois
Eu vejo umas fotos
De adolescentes pós-modernas em vão
Track Name: 11. tendo no espelho saudades do meu cabelo
Tenho no espelho saudades do meu cabelo

- Meu caro amigo, há quanto tempo! Chegasse agora eu de partida a gente se encontra em outro momento. Pois cruzei por tantas bocas, em quatro versos que de fato só fizeram mesmo foi queimar meu filme. Por isso mesmo eu não estou aqui, se perguntarem diga logo “esse daí mais gordo eu nunca vi”. Preciso mesmo é de uma viagem. Se esse caso não é o seu, por favor, me deixe à vontade.
E achando isso tão bom, espanto os grilos com som, e colho um quilo do bom e tenho no espelho saudades do meu cabelo.
Track Name: 12. o grande encontro criptosodomita
O grande encontro criptosodomita

O grande encontro criptosodomita
No salão oval,
Candelabros e flores

Quem não acenou
Usou e abusou
Dos dedos

E os presentes
Sorriram com orgulho
Dos dentes

Lorde François
Então levantou-se
E seu discurso foi lindo e sutil

Os pederastas
Choraram e se abraçaram

Deu-se o sinal
E a valsa das dez começou

Cientistas
Artistas
E universitários

Atores
Modelos
E Seus empresários

Bebidas
Coquetéis
Petisco
E camaradagem

Num fim de semana
Com a nata pernambucana

O grande encontro criptosodomita
Track Name: 13. você é um estouro
Você é um estouro

Eu vejo tua foto no computador
Você sempre parece melhor que o normal
E leio teu sobre nome
E ele se encaixa no meu

Mas uma geladeira se aloja em minha boca
E por elas as palavras todas se congelam
E eu nunca consigo dizer que você
É um estouro

E quando eu te encontro no elevador
Do nada eu começo sempre a passar mal
Disfarço falando do tempo
Parece que não funcionou

Pois uma geladeira se aloja em minha boca
E por elas as palavras todas se congelam
E eu nunca consigo dizer que você
É um estouro

Eu vejo tua foto no computador
Você sempre parece melhor que o normal
Eu tenho teu telefone
Não ponho ele pra funcionar
Pois uma geladeira se aloja em minha boca
E por elas as palavras todas se congelam
E eu nunca consigo dizer que você
É um estouro
Track Name: 14. noia?
(Instrumental)
Track Name: 15. um bando de crocodilos
Um Bando De Crocodilos

Todo mundo na sala de estar
E todos eles pra lá de bêbados
Com sorrisos grudados no rosto
Mas sempre pinta gente morgada
Ouvindo um sonzinho
Que ecoa de dentro do som
Na trilha, num clima, tranquilo
Tranquilo, em cima da trilha

Por isso amor me entenda
Não vamos entrar em contenda
Tão tudo no auge, no brilho,
E claro que o nego nem precisa dizer

Que o momento me lembra
Que essa gente não vale a pena
Um bando de crocodilos
Com média de setenta quilos

Na saída eu sei eu vou vomitar
Mas eu quero é manter meu sapato limpo
Eu já tava inteirado do inicio
Que ia tá rodeado só de tipinhos
Uma "playboyzada" tão linda
Mas num bate um prego no sabão
Tranquilo, na trilha, no clima
No clima em cima da trilha

Por isso amor me entenda
Não vamos entrar em contenda
Tão tudo no auge, no brilho,
E claro que o nego nem precisa dizer

Que o momento me lembra
Que essa gente não vale a pena
Um bando de crocodilos
Com média de setenta quilos

E um papo água pra cima de mim
Pode até piorar mas que se chegue ao fim